CÁSSIO MURILO ALVES GUEDES 

O vereador Cássio Murilo, primo do candidato do PROS Arimateia Júnior, conquistou mais um mandato para a Câmara de Ingá, mantendo a posição de campeão de mandatos como vereador, que somando tudo o credencia como campeão de votos no ranking geral de 7 campanhas vitoriosas.

O experiente vereador foi protagonista de uma situação surreall e histórica na política ingaense, momento em que foi o vereador mais votado em 2008 e não se elegeu. De fato uma injustiça que não vai acontecer mais devido a mudança na legislação eleitoral atual.

Murilo, que já ocupou a presidência da Câmara durante a gestão do ex-prefeito Manoel da Lenha, manteve praticamente a mesma votação da eleição passada. Em 2016 obteve 381 votos, e agora em 2020 conquistou 380, desta vez pela oposição no Partido Verde.  O vereador Gedeilson do PV não conseguiu a reeleição. Obteve 298 votos e ficou na suplência tendo em vista o PV ter conseguido apenas uma vaga.

 

 

 

 

EMMANUELLE SILVEIRA MONTEIRO FÉLIX

A vereadora Mana, filha do ex-prefeito Lula, foi reeleita pelo PSL com uma expressiva votação de 529 votos, aumentando sua votação em 176 votos com relação a campanha passada quando obteve 353. Mana teve uma campanha bem elaborada nas redes sociais, contou com o apoio da juventude militante e lideranças políticas da zona urbana e rural, como o ex-vereador Joca Galdino, entre outros. Passou por momentos difíceis na reta final da campanha com a hospitalização de seu pai Lula, que ainda está na UTI, no entanto superou as dificuldades, foi reeleita e o quadro de saúde de Lula se estabilizou, tendo alcançado melhoras aos poucos. O esposo Márcio Félix e a família tiveram papel fundamental na campanha, articulações e nos momentos mais tensos do pleito e da situação delicada de saúde de Lula. O PSL chegou perto de fazer o terceiro vereador, Vinícius Bacalhau que obteve 476 votos, mas ficou na suplência.

ALEXSANDRO SANTOS VILAS BOAS 

O vereador Alex Vilas Boas, ex-secretário de ação social, assim como o vereador Elias, ambos do PSD, não aceitou que o partido apoiasse Robério Burity. Elias não se candidatou à reeleição e apoiou Edilson para prefeito, enquanto Alex discordou da posição da família Lenha e partiu para oposição, chegando a ser cotado para ser o candidato a vice de Arimateia Júnior numa disputa pela direção do PSD municipal. Depois de uma intensa queda de braço às vésperas das convenções, a direção estadual decidiu pela coligação com Robério Burity (PDT), tendo Leidinha do PSD como vice e foi dado o direito a Alex se candidatar pelo partido.

Contando com o bom trabalho que havia desenvolvido no social, boa atuação na Câmara, o apoio da numerosa família do Sr. Zezito Batista (in memorian), de ex-funcionários da ação social, colaboradores e uma militância aguerrida, Alex, embora tenha diminuído a quantidade de votos da eleição passada, conquistou a vitória da reeleição para vereador pelo PSD, cujo partido recebeu forte votação dos demais candidatos que ajudaram a eleger dois candidatos. Em 2016 Alex obteve 417 votos, e agora em 2020 conquistou 298, votos suficientes para garantir a tão disputada segunda vaga do PSD. O ex-vereador Luiz de Duca, representante de Chã dos Pereiras, ficou na suplência do PSD com 272 votos.

EXPERIENCIA 

Os três tem larga experiência em política e estão preparados para mais um mandato na Casa Legislativa Luiz José de Souza.